Quem pode fazer o treino HIIT e por quê?

quem pode fazer o HIITJá falamos aqui do método HIIT (High Intensity Interval Training = Treinamento Intervalado de alto intensidade), que consiste em exercícios físicos de alta intensidade praticados em um curto espaço de tempo.

A principal vantagem desse tipo de treinamento está na queima rápida de gordura, utilizando seu exercício preferido sendo feito com intensidade máxima, e intercalando segundos de descanso.

Basicamente, o HIIT age preparando o organismo para a queima de gordura natural, aquecendo a musculatura durante a intensidade do treino. O tempo posterior que o corpo leva para voltar à sua temperatura normal, também faz com que a gordura seja eliminada. Por isso dizemos que é possível continuar emagrecendo até 48 horas após o treino.

Porquê esse tipo de treinamento não está sendo veiculado em todas as academias? Porque como todo exercício físico, nem todas as pessoas podem praticar, existem algumas restrições, já que ele atinge o nível anaeróbico (aumenta os batimentos cardíacos explosivamente e dificulta a respiração).

A maioria das pessoas não entende o conceito de “alta intensidade”. Esse tipo de exercício levará você praticamente ao esgotamento, aquele tipo de atividade que deixa sem fôlego e com o coração batendo a mil. Por isso, nem todo mundo pode praticar.

Quem pode e quem não pode fazer HIIT

Devido à intensidade do treinamento, existem alguns senões que devem ser observados antes de começar a praticar. Veja abaixo os principais.

1 – Quem pode praticar HIIT

Quando falamos de quem pode, ou não, praticar HIIT, não estamos constituindo uma regra ou discriminação. Apenas damos uma orientação devido ao risco que os exercícios de alta intensidade podem trazer a determinados grupos de pessoas.

  • Pessoas que já praticam exercícios aeróbicos com desenvoltura;
  • Fisiculturistas que desejam queimar apenas gordura;
  • Pessoas que querem emagrecer e já praticam alguma atividade física;
  • Indivíduos que não possuam histórico de doenças cardiovasculares;
  • Pessoas que não sofram de hipertensão (pressão alta).

2 – Quem NÃO PODE praticar HIIT

Na verdade não existe uma restrição específica aos exercícios, apenas uma indicação sobre as pessoas que precisam tomar um cuidado extra na hora de incorporar o HIIT na atividade física normal.

  • Pessoas que estão, há mais de um ano, sem praticar atividade física (é possível começar com uma série menos intensa e ir subindo gradativamente a intensidade).
  • Indivíduos com histórico de doenças cardiovasculares;
  • Pessoas hipertensas (pressão alta);
  • Portadores de diabetes (todos os tipos) – a restrição aqui está mais baseada na alimentação que pode prejudicar na quantidade de glicose no sangue, antes de começar a praticar HIIT é melhor consultar o médico.
  • Pessoas com problemas nas articulações e com dificuldades motoras.

Como falamos acima, as restrições visam não aumentar condições de saúde pré-existentes. Como os exercícios são feitos em alta intensidade, pode haver lesões nos músculos para pessoas que não estão acostumadas a se exercitarem.

Da mesma maneira, pessoas que possuem doenças crônicas como diabetes e hipertensão precisam ficar atentas já que os exercícios aceleram, e muito, o metabolismo. Consultar o médico, antes de começar a praticar HIIT, é a melhor maneira de evitar problemas posteriores.

>> Os principais protocolos HIIT